Determinada a ser líder de mercado em placas de vídeo, a Galax, que há poucos dias trouxe pelas mãos de brasileiros alguns recordes mundiais 3D, inova mais uma vez neste mercado, trazendo as poderosas GeForce GTX 980Ti HOF LN2 que visam oferecer o máximo em desempenho.

Para os menos familiarizados com o tema, o acrônimo HOF é a sigla de Hall of Fame (Hall da Fama), presente na linha mais alta de placas de vídeo da Galax — que a líder de mercado na Ásia em placas de vídeo da Nvidia. Já a sigla LN2 faz referência ao sistema de refrigeração com nitrogênio líquido, usualmente utilizado para quebras de recorde de desempenho.

A novidade neste caso não é direcionada apenas aos que pretendem bater recordes 3D, mas também aos jogadores que buscam o máximo em termos de desempenho gráfico e qualidade de componentes. Obviamente, os interessados nessa placa devem ter um cofrinho recheado, já que, devido ao processo de fabricação e à seleção diferenciada, o valor desta versão é relativamente elevado.

Um detalhe interessante é que o brasileiro Ronaldo “rbuass” Buassali, reconhecido overclocker do TecLab, participou na ideia e desenvolvimento desse projeto, mostrando novamente que os brasileiros estão em um excelente nível neste segmento. Confira algumas características da placa:

  • 16 fases digitais de alimentação de classificação aeroespacial
  • Alimentação por 3 conectores PCIEx X 8 pinos
  • BIOS preparada para overclocking e máxima performance
  • Preparada para refrigeração com Nitrogênio Líquido
  • PCB especial com 12 camadas
  • Cooler triplo diferenciado, com dissipação integral nas fases e memórias
  • Personalizada com o nome do proprietário impresso a Laser
  • Suporte VIP, com e-mail direto à equipe de overclocking e de engenharia da Galax

Segundo Buassali, as placas deverão começar a ser enviadas em julho e em quantidades muito limitadas. Ele nos explicou o motivo para a produção em pequena escala dessa placa de vídeo:

“O processo de seleção diferenciado para fazer uma placa destinada a LN2 é bastante complexo. É preciso testar o chip gráfico e os chips de memória sem que exista nenhum comprometimento neles. Também são realizados testes intensivos no sistema original de refrigeração e muito poucas unidades acabam sendo aprovadas nesse processo, daí a quantidade de unidades é muito limitada.”

Quanto ao preço elevado, o overclocker do TecLab nos explicou sobre a questão da qualidade elevada e o controle que a Galax tem com esses produtos:

“A placa necessariamente precisa suportar altas frequências em excelentes temperaturas, sem ter seu desempenho afetado. É um processo manual e exige que a empresa altere completamente o processo de fabricação e logística, fazendo com que ela seja mais cara, e somente para quem pode e quer pagar por isso.”

Como ele citou a questão do custo elevado, nós acabamos perguntando sobre os preços, quantas unidades estarão disponíveis no Brasil e claro, como os interessados poderão obter uma. A resposta foi a seguinte:

“Pelo que tive informações, ela deverá custar entre o preço de uma GTX 980Ti normal e uma GTX Titan X, mas a ideia é que ela chegue até a superar uma placa top dessas, devido aos “extras” implantados nela. Pude participar do desenvolvimento desse projeto e posso garantir que é mesmo fantástica. Não acredito que seja possível alocar 20 peças para o Brasil, o que não soma uma placa por Estado. Assim que tiver mais informações, publicarei no nosso grupo do Facebook e também no canal do TecLab.”

Nós devemos receber uma dessas para testes e, por sinal, já estamos ansiosos para experimentar todo seu potencial. Assim que tivermos a Galax GeForce GTX 980Ti HOF LN2 em mãos vamos mostrar do que ela é capaz. Se você também está curioso, basta ficar ligado aqui no TecMundo para conferir mais novidades em breve!

Cupons de desconto TecMundo: