Recentemente, publicamos aqui no TecMundo uma notícia mencionando que o grupo chinês 3DM deixaria de piratear games em breve. Não demorou muito, e agora temos uma informação: contando a partir do último dia 8 de fevereiro, o time deixará de atuar por um ano para verificar como isso pode influenciar na venda de jogos originais. 

“Acabamos de ter uma reunião interna. Começando a partir do Ano Novo Chinês [8 de fevereiro], [a] 3DM não vai mais crackear nenhum jogo single player. Vamos observar a situação no período de um ano para ver se a venda de títulos originais vai aumentar. Cracks feitos por grupos que estão em outros continentes ainda serão postadas no fórum [da 3DM], e nós iremos lidar com eles”, escreveu a líder do grupo 3DM conhecida como "Bird Sister" em uma mensagem publicada no site TorrentFreak. 

Vale lembrar, não faz muito tempo que o time havia anunciado que estava com problemas para burlar os sistemas antipirataria de Just Cause 3, que utiliza uma tecnologia da companhia austríaca Denuvo. Esta ainda não foi crackeada, e não há dúvidas de que isso é algo que vem irritando, e muito, a comunidade hacker. 

Somado a isso, o grupo também fez uma previsão de que provavelmente os jogos piratas vão desaparecer da indústria em dois anos, uma vez que a tecnologia que impede a produção e comercialização desses títulos continue evoluindo ao longo do tempo.

Na sua opinião, a diminuição da oferta de jogos piratas vai aumentar a venda de títulos originais? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: