Apesar de ter diminuído bastante, a pirataria ainda é um dos obstáculos do Brasil. Até porque, convenhamos, as coisas aqui não são baratas, então basta um “empurrãozinho” a fim de que alguns consumidores se direcionem ao mercado clandestino para a aquisição de determinados produtos. O cenário se estende a diversos meios: bens eletrônicos, softwares e até mesmo publicidade desse conteúdo na internet. Porém, essa publicidade acaba de diminuir consideravelmente.

Exatamente: o número de anúncios online e links que direcionam a downloads ilegais teve um “corte” profundo no primeiro semestre deste ano graças à ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software), que anunciou o resultado semestral de sua ação de monitoramento da internet para o período.

De acordo com a associação, durante os seis primeiros meses deste ano, precisamente 36.584 links, websites e anúncios que davam acesso a downloads ilegais foram removidos da internet brasileira. Isso representa um aumento de 35% na extensão da ação em comparação ao que foi feito no mesmo período do ano passado.

Sites de leilão foram os mais removidos

Do montante supracitado, o destaque fica por conta dos sites de leilão, que somaram um total de 18.854 anúncios de softwares ilegais. Além disso, exatamente 17.191 links de acesso a downloads de cópias piratas foram removidos. A quantidade de websites eliminados também cresceu: 91 estão fora da internet, contra 32 do mesmo período de 2014, o que representa um aumento de 180%.

Diversos anúncios de sistema operacional costumam habitar a web brasileira. O preço de um Windows 7 ou 8 da vida, por exemplo, é alto, e os “pirateiros” sabem muito bem disso para aproveitar a situação. Programas da Adobe (como Photoshop) e da Autodesk (como Maya) também podem ser caríssimos. Links “piratas” deles costumam liderar os rankings de anúncios ilegais em nosso tráfego.

Como funciona o processo de remoção

De acordo com a ABES, o processo de remoção consiste em notificar o portal que está originando tais anúncios e os provedores de acesso. A ação é feita em conjunto com a PPPI, sigla para Programa de Proteção à Propriedade Intelectual, do Mercado Livre, órgão que regulamenta e promove a remoção de conteúdo ilegal dentro do site de vendas.

Também é possível fazer uma denúncia em caráter anônimo para a ABES por meio do Portal Denuncie Pirataria, que foi modernizado recentemente e traz uma experiência otimizada aos internautas.

Vocês veem muitos links anunciando softwares piratas na internet brasileira? Deem sua opinião no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: