A indústria do entretenimento em Hollywood gasta fortunas anualmente para combater a pirataria na internet e os executivos dos grandes estúdios e distribuidoras imaginam que estão fazendo um bom investimento com isso, mas há estudos que já avaliaram que a pirataria de filmes praticamente não gera prejuízos ao cinema. Para endossar ainda mais essa conversa, a diretora Lexi Alexander, que dirigiu “Green Street Hooligans” e “O justiceiro: Em Zona de Guerra”, explicou que, às vezes, ela simplesmente precisa baixar conteúdo pirata.

Lexi explica que, em seu trabalho, é necessário consumir muito conteúdo cinematográfico para fazer pesquisas ou para ter alguma inspiração para suas próximas produções. Acontece que nem sempre é possível pagar pelo que ela precisa assistir pelo simples fato de alguns conteúdos não estarem disponíveis em determinadas regiões.

“Como muita gente na indústria do cinema e da TV, em alguns momentos eu me encontro em águas piratas. Porque como uma estrangeira nos EUA, mesmo com três assinaturas do Amazon Prime de três países diferentes, uma conta do Netflix, uma assinatura ACORN, uma TV por assinatura ridiculamente cara e uma Apple TV eu ainda não consigo assistir a maioria dos programas da minha terra natal, mesmo estando disposta a pagar uma grana alta por isso”, reclama Lexi, uma cidadã da Alemanha que trabalha em Hollywood.

Única saída

Além dessa declaração, ela comentou ao Daily Record em entrevista que, além de conteúdo da Alemanha que ela gostaria de assistir quando está fora de lá, é necessário baixar de forma ilegal conteúdo pirata para trabalhar. “Eu não posso nem contar quantas vezes sites de torrent salvaram minha pele em algumas situações e eu garanto que 99% dos meus colegas em Hollywood se encontram em sites de pirataria pelos mesmos motivos”.

Como uma solução para a pirataria, Lexi acredita que a indústria deveria investir na produção de conteúdo de maior qualidade para encorajar as pessoas a pagarem por isso em vez de gastar montanhas de dinheiro para evitar, sem sucesso, a propagação do conteúdo ilegal.

Cupons de desconto TecMundo: