(Fonte da imagem: ThinkStock)

O cerco aos softwares piratas está se fechando no Brasil: apesar de ainda contar com um grande mercado no país, esse tipo de mercadoria ilegal é alvo cada vez mais frequente de ações policiais. De janeiro a julho deste ano, já foram apreendidos 316 mil unidades de programas copiados ilegalmente.

As informações são da Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), que divulgou os dados em parceria com a Business Software Alliance (BSA). Ao todo, foram 208 operações policiais, com foco no comércio de São Paulo (líder do ranking da pirataria, com 112,6 mídias encontradas), Rio de Janeiro, Santa Catarina e Foz do Iguaçu, no Paraná.

Na internet, o combate segue com números menores: foram 15 mil anúncios de softwares piratas removidos de diversos tipos de sites. Em 2011, outra pesquisa da BSA mostrou que, desde 2005, o Brasil reduziu o número de produtos copiados em 11%. Ainda assim, o valor movimentado com programas falsificados (cerca de R$ 5,6 bilhões) ainda é maior que o que é gasto na mesma área, porém na legalidade (pouco mais de R$ 5 bilhões).

Fonte: BSA, ABES

Cupons de desconto TecMundo: