Não, o desligamento do Megaupload não é o fim de uma história. Na verdade, o recado enviado pelo governo neozelandês ainda deve originar uma série de medidas que, ao que parece, podem mudar consideravelmente o panorama na internet.

Recentemente, foi o EX.ua, serviço de compartilhamento de arquivos ucraniano, que foi forçado a fechar as portas. Segundo o governo do país, os servidores da empresa abrigavam mais de 6 petabytes de conteúdos ilegais em mais de 200 servidores. É bastante natural que o nome não soe familiar para você, mas basta dizer que o EX.ua respondia por 16 a 36% de todo o tráfego de internet na Ucrânia.

No momento da abordagem, 16 pessoas trabalhavam no local, as quais serão encaminhadas ao Ministério Público. A intervenção veio após diversas companhias terem acusado a EX.ua de violação de direitos autorais, como conclusão de uma investigação que durou seis meses.

Enfim, provavelmente seria difícil imaginar a derrubada do EX.ua como um simples fato isolado. De qualquer forma, é bastante provável que os provedores de internet ucranianos experimentem uma queda considerável no volume de tráfego. Entretanto, assim como ocorreu quando o Megaupload foi desligado, é provável que também nesse caso os usuários acabem simplesmente buscando uma alternativa.

Para mais questões legais e tendências da internet, fique ligado no Tecmundo.

Cupons de desconto TecMundo: