O grupo norte-americano NBC Universal teve uma patente aprovada para prevenir a disseminação de pirataria via torrent na internet. A tecnologia seria capaz de identificar grupos de usuários compartilhando determinado conteúdo e obter dados sobre os “infratores” para enviar às autoridades responsáveis. Mais do que isso, seria possível até mesmo bloquear os downloads em qualquer rede P2P.

Empresas produtoras de conteúdo poderiam então rastrear redes de programas famosos, como BitTorrent, Vuze e uTorrent e denunciar todas as pessoas envolvidas na disseminação de filmes, séries e músicas. Operadoras de internet poderiam com isso identificar o download de conteúdo ilegal e — para economizar banda — bloquear o acesso do cliente a isso, o que nos EUA é legal, mas não no Brasil, pois a questão da neutralidade da rede aqui é “mais absoluta”.

Enquanto a infraestrutura P2P em geral é algo que pode ser positivo, também tem levado a abusos

O curioso disso, entretanto, é que essa patente foi registrada há oito anos, mas só caiu no conhecimento público recentemente. É muito provável que a tecnologia da patente já esteja ultrapassada por conta das novidades nas redes P2P nos últimos anos, mas não há como ter certeza sobre isso.

Apesar do foco em rastrear, denunciar e até mesmo bloquear a conexão do usuário que compartilha conteúdo ilegal via torrent, o texto da patente admite que as redes P2P têm os seus benefícios para a web.

"Enquanto a infraestrutura P2P em geral é algo que pode ser positivo, também tem levado a abusos. Pirataria via redes peer-to-peer implica em perdas na ordem dos bilhões de dólares, sendo estimativas das produtoras de conteúdo", escreveram os autores da patente.

Cupons de desconto TecMundo: