Um estudo controverso acaba de ser publicado na revista especializada em psiquiatria JAMA Psychiatry. Depois de avaliar mais de 3.000 pessoas por um período de 25 anos — do início de suas fases adultas até o início da meia-idade —, os pesquisadores chegaram à conclusão de que as pessoas que passam mais tempo em frente à televisão e praticam menos atividades físicas possuem menos habilidades cognitivas.

De acordo com essa correlação, eles levantam a possibilidade de que passar mais tempo com conteúdos multimídia da televisão pode influenciar nos poderes de cognição individuais. O problema é que esse estudo pode apenas levantar hipóteses rasas de um ponto de vista científico, pois adotou uma metodologia pouco recomendada.

Como lembrou o site ArsTechnica, os pesquisadores só fizeram os testes cognitivos no final do estudo. Ou seja: não é possível saber se houve alguma evolução ou regressão; havendo ainda a possibilidade de coincidência nos resultados apontados até o momento.

Mesmo assim, o estudo consegue dar força a uma série de pesquisas anteriores, que já apontavam o alto índice de sedentarismo — não somente ver televisão, mas também praticar pouca atividade física e ser pouco ativo — como um fator que influencia nas habilidades cognitivas.

Você acha que ser sedentário interfere na inteligência das pessoas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: