No mês de outubro aconteceu o 1º Desafio de Inovação da Valeo, empresa francesa de fornecimento de componentes automotivos.

O concurso pedia aos candidatos que criassem protótipos para tornar os carros mais inteligentes e intuitivos até 2030, e quem faturou o primeiro lugar foi uma dupla de estudantes de Minas Gerais, Alexandre Marques Bemquerer, 25, e Ana Carla de Sá Campos, 26.

Os dois desenvolveram um projeto para melhorar a transmissão de marchas e o motor dos veículos, o que lhes rendeu um prêmio no valor de 100 mil euros (algo em torno de R$ 320 mil, na cotação atual).

Projeto focou na melhoria de desempenho

Em entrevista ao site G1, Alexandre afirmou que seu projeto "é um modelo de câmbio automático para carros, baseado em um novo modelo de transmissão continuamente variável [CVT, na sigla em inglês], que proporciona uma melhora significativa na performance do veículo, além de otimizar o consumo de combustível e reduzir as emissões de CO²".

Alexandre é graduando em engenharia mecânica na UFMG e conheceu o concurso em 2013, quando já estava desenvolvendo o projeto do câmbio CVT, que é mais econômico e eficiente do que os modelos de câmbio convencionais, já sendo bem comum em scooters.

Buscando apoio para registrar a patente de sua invenção, um processo bem complicado de ser feito por pessoa física, Alexandre se uniu a Ana Carla, graduada em gestão de processos e responsável pela parte administrativa e burocrática do projeto. Juntos, eles formaram o time Sadec para participar da competição na França, que teve as inscrições encerradas em fevereiro com 969 equipes inscritas.

Etapas muito concorridas

Das mais de 960 equipes inscritas, somente 20 passaram para a segunda etapa, em abril. Cada um dos times recebeu então 5 mil euros para financiar seus protótipos, e apenas 7 equipes foram para a semifinal, disputada em Paris no mês passado. Cada grupo apresentou seu projeto para o júri e os diretores da Valeo, que elegeu 3 finalistas: a dupla mineira e duas equipes canadenses, que empataram em segundo lugar e receberam 10 mil euros cada.

O destino do prêmio ainda não foi decidido, mas a dupla de estudantes pretende finalizar a obtenção da patente, continuar melhorando o projeto e, em seguida, tentar colocar o seu produto no mercado.

Já estão abertas as inscrições para a 2ª edição do desafio, que se iniciaram no dia 17 de outubro agora e vão até 2 de fevereiro de 2015.

Cupons de desconto TecMundo: