Uma pesquisa realizada em fevereiro deste ano por algumas ONGs, que são ligadas a direitos da criança na América Latina, revelou que cerca de 52% dos jovens entrevistados disseram já ter sofrido algum tipo de descriminação nas redes sociais.

Esse estudo levou em conta as respostas apresentadas por jovens entre 13 e 18 anos em nove países da América Latina, mas o Brasil não esteve incluído. Além disso, 80% dos pesquisados revelaram que pouco sabiam ou quase nada a respeito de seus direitos e também deveres na internet.

Campanha para a garotada

Por causa desses números mostrados, o canal Cartoon Network lançou nesta segunda-feira (22) uma nova fase da campanha “Chega de Bullying, não fique calado”, buscando incentivar as crianças, pais e professores a identificar e combater o bullyng na internet.

Dessa forma, dois vídeos de curta duração passaram a ser vinculados na programação do canal infantil. Eles apresentam um monstro disfarçado que se aproveita do seu anonimato para realizar comentários maldosos e postar mentiras a respeito de outras pessoas.

Além disso, no site da campanha há uma apostila que mostra dicas a respeito do assunto, além de outros vídeos educativos.

Cupons de desconto TecMundo: