(Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock)

“Mãe, larga esse tablet.” Se no passado os pais costumavam pedir aos filhos para desligar os aparelhos eletrônicos (especialmente o video game), um estudo recente feito pela empresa YouGov apontou que, na Suécia, 33% das crianças devem direcionar frases como a mencionada para os adultos.

A pesquisa foi feita com 521 pais de várias cidades do país, e concluiu que parte desse grupo já ouviu alguma reclamação dos filhos por conta do uso excessivo dos aparelhos eletrônicos. Alguns casos são ainda mais preocupantes: 1 em cada 5 entrevistados revelou que já perdeu o filho (ou filha) de vista por conta do iPhone ou do tablet.

Hanna Grönborg, uma das pessoas que respondeu à pesquisa, disse que viu uma cena tocante em um parque que costuma frequentar regularmente com seu filho de 3 anos.

“Um pai tinha acompanhado sua filha, mas não conseguia tirar os olhos da tela [do aparelho]. E ela estava lá andando, chamando por ele. A criança parou ao lado do balanço, olhando tristemente para o pai. Ela parecia abandonada, e a situação durou bastante tempo”, explicou Hanna.

(Fonte da imagem: Reprodução/Just Real Moms)

Abalo emocional

Falando ao site The Guardian, o pediatra Roland Sennestam explicou que, quando os pais passam a dedicar mais tempo a aparelhos eletrônicos do que aos filhos, isso pode afetar o desenvolvimento emocional das crianças.

“Evidentemente isso vai afetar o desenvolvimento emocional [das crianças]. Algumas vezes vejo crianças batendo nas costas dos pais para chamar a atenção, mas eles as ignoram”, explicou Sennestam.

Já o pediatra Lars Gustafsson disse que os pais têm o direito de dedicar um momento a eles, mas que é preciso “encontrar o ponto de equilíbrio” nessa situação.

Cupons de desconto TecMundo: