(Fonte da imagem: Thinkstock)

O Brasil parecia diferenciado no mercado de computadores: até o final de 2012, o país apontava um aumento nas vendas de PCs. Em 2013, entretanto, isso não deve se repetir.

De acordo com o instituto IDC, a venda de computadores no Brasil diminuiu em 10% no primeiro trimestre deste ano. Na área doméstica, em comparação com o mesmo período do ano passado, a queda foi de 12%. Já em ambientes corporativos a comercialização caiu em 6%.

No total, foram vendidos 3,4 milhões de computadores no país – segmento que leva em conta tanto desktops, que foram os aparelhos mais atingidos pelos baixos números, quanto os notebooks. No primeiro trimestre, março foi o mês de melhor desempenho, mas abril, que já não entrou no relatório, foi um dos piores até agora. Para 2013, a perspectiva é que as vendas caiam uma média de 8%.

Quem são os vilões?

O aumento no preço dos componentes dos PCs, a subida do dólar e novas (e caras) tecnologias embutidas nos computadores, como tela sensível a toque, foram apontados como os principais motivos para as baixas vendas.

Porém, de acordo com o analista Pedro Hagge, o Brasil ainda possui um mercado conservador que aposta nesses produtos – mas muita gente já considera os computadores ultrapassados. “Para quem quer navegar pela internet, consumir conteúdo ou até mesmo usar algum dispositivo para jogos, por exemplo, os tablets estão sendo preferidos”, explica.

Cupons de desconto TecMundo: