A nossa visão utópica do futuro envolve uma sociedade harmoniosa, educada e com grandes avanços na medicina. Quem sabe até um desenvolvimento tão grande que possa retardar o nosso processo de envelhecimento? Pode ser surreal demais ou até mesmo inviável, mas uma coisa é certa: alguém está pesquisando isso e a Google está por trás de tudo.

A Calico Labs, criada pela gigante das Buscas, é uma empresa focada em estudar o envelhecimento e é muito boa no que faz –  tanto que, em 2014, a Google anunciou uma parceria com a AbbVie, uma gigante da indústria farmacêutica. O intuito da companhia é estudar os genes de outras espécies ou o efeito que certos medicamentos ou alimentos podem impactar na idade de um mamífero.

Ratos-toupeira

Agora, a Calico está estudando outro animal para tentar entender o processo de envelhecimento: os ratos-toupeira-pelados. Se você já jogou qualquer game da série Fallout, certamente deve saber. Eles têm o mesmo tamanho que outros roedores, mas possuem características peculiares, como o fato de viverem quase 30 anos (ratos normais vivem por dois ou três anos).

A companhia está com um orçamento de US$ 1,5 bilhões (R$ 5 bilhões) para investir nessa pesquisa. Você pode se perguntar: para que tanto dinheiro? Basicamente, alimentar mil ratos pode custar até US$ 3 milhões (R$ 10 milhões), sem contar os custos de gaiolas, alojamentos, salários de funcionários e muitos outros recursos.

Ratos-toupeira podem ser a chave para o envelhecimento lento, mas a pesquisa demorará anos

Outro grande custo é o processo em si: para estudar o envelhecimento, é preciso acompanhar a vida dos animais de perto, e isso pode levar muitos anos (como você pode imaginar, é bem caro). Se tudo der certo, os pesquisadores podem identificar o genoma do animal e observar como eles trapaceiam e driblam o ciclo de vida convencional de um roedor.

De uma forma ou de outra, é provável que não haja grandes avanços nos próximos dez anos e há muito mais envolvido no processo do que apenas genética. Será que teremos um tempo de vida maior em algumas décadas e faremos parte da utopia vista em filmes e séries? Se sim, saiba: a Google estava por trás disso.

Cupons de desconto TecMundo: