Um dos principais métodos de pagamento pela internet anunciou novas medidas de segurança que incluem proteção contra projetos de financiamento coletivo. Calma, você ainda vai poder ajudar no crowdfunding daquele jogo indie ou da realização de um fan film. A novidade é que, se a tal campanha for uma roubada ou o resultado não chegar nem perto do que foi prometido, o próprio PayPal não vai mais devolver o valor aos contribuintes.

Isso porque sites de financiamento coletivo, como o Indiegogo, serão removidos da lista de Proteção ao Comprador do serviço. Essa era uma espécie de garantia da PayPal que reembolsava o consumidor ou fazia a retenção do pagamento até que o produto fosse definitivamente entregue. O Brasil é um dos países afetados pela novidade.

Em outras palavras, agora financiar um projeto que parece bom demais para ser verdade é mesmo um risco — e você não terá mais a ajuda do PayPal, caso resolva pagar por meio dele. A alteração possivelmente surgiu após o "boom" de financiamentos coletivos que são mentirosos, prometem o que não podem cumprir, são adiados indefinidamente ou simplesmente somem com o valor arrecadado. Isso causa prejuízos e perda de tempo não só para os apoiadores, mas também para a plataforma financeira.

Comunicado oficial

A medida entra em vigor em 25 de junho deste ano. Também saem da lista de proteção pagamentos feitos a agências do governo e também em sites de apostas. O PayPal emitiu um comunicado oficial sobre a novidade:

"Em Austrália, Brasil, Canadá, Japão, Estados Unidos e certamente em outros países, excluímos pagamentos feitos para campanhas de financiamento coletivo de nossos programas de proteção aos compradores. Isso é consistente com riscos e incertezas envolvendo a contribuição do crowdfunding, que não garantem um retorno para o investimento feito nesses tipos de campanhas. Nós trabalharemos com nossos parceiros das plataformas de crowdfunding para encorajar os responsáveis pelos levantamentos de fundos a comunicar aos doadores sobre os riscos envolvidos em investir nessas campanhas."

Você já teve problemas com algum produto ou serviço que ajudou a financiar em sites de crowdfunding como o Kickstarter? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: