Em mais um capítulo sobre a guerra de patentes envolvendo a Apple, um juiz de Chicago ordenou que a Google e a Motorola repassem informações referentes ao desenvolvimento do sistema operacional Android à empresa de Cupertino.

Além desses dados, Richard A. Posner, o juiz responsável pela sentença, exigiu que as duas empresas forneçam detalhes sobre o contrato de compra da fabricante de celulares pela Google, julgando que esses esclarecimentos sejam vitais para o processo de violação de patentes iniciado pela Apple em 2010.

A Motorola rebateu o pedido do juiz, alegando que, como o processo de compra pela Google ainda não foi concluído, a fabricante de celulares não tem nenhum controle sobre os documentos ou funcionários da empresa de Mountain View, e que, portanto, não pode forçar a companhia a apresentar documentos ou testemunhas.

Guerra das patentes

Não se sabe o que a Apple busca com relação ao Android, mas podemos deduzir que ela provavelmente esteja tentando descobrir se as patentes de suas tecnologias foram ou não infringidas.

Além disso, existe o temor de que a compra da Motorola a deixe mais forte que as outras fabricantes de celular, embora a Google tenha assegurado que a administração da divisão Motorola Mobility deva ocorrer de forma independente da divisão de desenvolvimento do Android, prometendo que existirão "divisores" claros entre os dois departamentos.

Duas audiências foram agendadas, a primeira para discutir seis patentes da Apple, enquanto que a segunda deve discutir três da Motorola. Ambas devem ter início em 11 de junho deste ano.

Cupons de desconto TecMundo: