A patente da discórdia. (Fonte da imagem: Reprodução/European Patent Office)

Já não é incomum ver o nome “Apple” relacionado ao assunto “guerra de patentes”, e o histórico de brigas judiciais da empresa cofundada por Steve Jobs acaba de ganhar mais um capítulo, desta vez contra a Motorola. A pendência, agora, gira em torno de uma patente de um efeito de visualização em um gerenciador de imagens.

Segundo o FOSS Patents, blog especializado em patentes de softwares, a decisão foi concedida em uma corte da Alemanha e culpa a Motorola Mobility por infringir a patente europeia EP2059868, relacionada ao modo como se gerencia o zoom de uma imagem. Caso a Apple leve o caso adiante, ela pode até requerer à Motorola que destrua os aparelhos em que a tecnologia foi aplicada.

O caso seria aplicado a todos os aparelhos em posse da fabricante, e também exigiria um recall para os que já estiverem disponíveis no varejo, isso em todo o território alemão. O site MacTrast, entretanto, afirma ter recebido um comunicado da Motorola que acalma um pouco a situação. Ela afirma que a corte alemã julgou que o modo afastado de visualização do gerenciador de imagens não viola a patente, mas apenas o de visão aproximada.

“Esperamos que não haja impacto sobre a oferta ou vendas futuras”, conclui a nota oficial enviada pela Motorola.

Cupons de desconto TecMundo: