Recentemente, a Panasonic renovou seu portfólio nacional de produtos multimídia adicionando alguns modelos de fones de ouvido que já estavam sendo disponibilizados no mercado internacional havia algum tempo. Entre eles, destaca-se o RP-HX550E-W, um headphone que chama atenção por causa de seu design elegante e gigantesco intervalo de frequência: de 8 Hz a 26 kHz.

Enquadrando-se na categoria de fones de ouvido intermediários (sendo o segundo modelo mais caro dentro da família de headphones da marca), o aparelho já pode ser encontrado em alguns varejistas e na loja oficial da própria Panasonic pelo preço sugerido de R$ 349 – apenas R$ 50 a menos do que o recém-analisado HyperX Cloud, produto top de linha projetado pela Kingston.

O TecMundo teve a oportunidade de passar alguns dias com uma unidade do aparelho para conferir de perto suas características e analisar se vale ou não a pena investir seu dinheiro no gadget. Se você ficou interessado em ter um, leia nosso review até o fim para conhecer os pontos positivos e negativos do produto.

Especificações técnicas

  • Drivers: 40 mm
  • Tipo de ímã: neodímio
  • Impedância: 32 omhs
  • Frequência: 8 Hz – 26 kHz
  • Potência: 1000 mW
  • Sensibilidade: 96dB/mW
  • Tamanho do cabo: 1,2 metro
  • Dimensões: 216 mm de largura x 270 mm de altura x 60 mm de profundidade
  • Peso: 0,46 kg

Tirando da caixa

De fato, assim como ressaltado pela própria Panasonic em sua divulgação do RP-HX550E-W, o que mais agrada no modelo é seu design caprichado. O corpo do aparelho é feito de plástico branco, com um discreto acabamento em aço escovado e alguns poucos detalhes em aço. Os speakers são conectados à tiara através de pequenos pinos giratórios, o que lhe permite virá-los em 90 graus para facilitar o armazenamento e o transporte do headphone.

A região interior da tiara – área que fica em contato com a nuca quando você repousa os fones em seu pescoço – é protegida por uma borracha cinzenta e bastante macia. As conchas dos drivers são feitas de couro falso, também na cor cinza. Vale observar que o RP-HX550E também foi disponibilizado na cor preta em alguns países selecionados (sendo diferenciado por uma única letra no fim de seu código: RP-HX550E-K), mas somente a versão branca foi disponibilizada no Brasil.

No geral, o visual e a construção dos fones de ouvido agradam bastante, mas também possuem alguns pontos negativos capazes de desagradar os consumidores mais exigentes. O acabamento em aço escovado sofre com arranhões em pouco tempo, as regiões brancas sujam com facilidade e, no geral, o produto não parece ser tão resistente quanto outros headphones de valor semelhante. Os pinos giratórios e o ajuste de tamanho da tiara são as partes que mais parecem suscetíveis a danos e desgastes com o passar do tempo.

Usabilidade e qualidade sonora

Após utilizá-lo diariamente durante um bom tempo, podemos dizer que o RP-HX550E-W é um headphone bastante confortável. A região borrachuda de sua tiara é bastante macia para que o aparelho não machuque o seu pescoço e os drivers são grandes o suficiente para cobrir toda a orelha, sem apertá-la demais ou deixar algum pedaço para fora. As conchas de couro falso também agradam pela maciez; o conjunto proporciona um excelente isolamento acústico, impedindo que o áudio vaze e que os ruídos do ambiente atrapalhem sua experiência sonora.

Algumas pessoas podem achar o cabo P2 do modelo curto demais (1,2 metro contra 1,4 do Sennheiser Momentum e 2 metros do HyperX Cloud), mas o consideramos o suficiente para a maioria dos usuários. Apenas sentimos falta de um regulador de volume embutido no fio do aparelho – não é algo que todo mundo vá usar com frequência, mas que merecia estar presente em um produto que custa R$ 350.

No que que diz respeito à qualidade de áudio, o RP-HX550E-W não decepciona e segue a famosa tendência de focar sobretudo nos sons graves, deixando os agudos no segundo plano. Como dissemos anteriormente, o enorme intervalo de frequência no qual opera o dispositivo (de 8 Hz a 26 kHz) é um de seus maiores diferenciais. Por outro lado, contudo, audiófilos que preferem um som mais neutro e equilibrado – como o do Sennheiser Momentum – provavelmente vão ficar um pouco incomodados com a sonoridade do modelo da Panasonic.

Vale a pena?

Em suma, o RP-HX550E-W é um headphone bonito e com uma boa qualidade sonora, mas que não apresenta um custo-benefício tão interessante para o consumidor final. O preço sugerido de R$ 350 é muito alto para um aparelho que oferece uma qualidade sonora que fica na faixa do “boa o suficiente” e uma construção que não passa uma sensação realmente forte de segurança (no que tange à sua durabilidade). Além disso, a suscetibilidade a riscos e a falta de um regulador de volume embutido no cabo acabam tirando alguns pontos na avaliação geral do modelo.

Com o mesmo valor gasto em um RP-HX550E-W, você pode muito bem comprar um Skullcandy Hesh 2 (que possui cabo removível, facilitando eventuais trocas e manutenções), um Sennheiser PX 100-Iii (que possui uma qualidade de áudio superior) ou o Philips Fidelio M1 (que é wireless e possui controles de volume embutidos). Outra opção seria ainda adicionar R$ 50 em seu orçamento e levar para casa o HyperX Cloud – que, em nossa análise, se mostrou um headset muito confortável, elegante e com excelente qualidade sonora. Não foi desta vez, Panasonic!

Cupons de desconto TecMundo: