Pesquisa afirma que velocidade e preço são fundamentais para o internauta brasileiro (Fonte da imagem: Opera)

Em conferência realizada hoje (17), em São Paulo, a Opera Software apresentou dados de uma pesquisa realizada recentemente pela empresa e que define, de certa forma, o perfil do internauta brasileiro. No total, foram mais de 8,3 mil participantes, sendo que todos usavam o Opera Mini, navegador disponível para Android e iOS e que tem liderado o ranking dos browsers mais usados em dispositivos móveis globalmente.

De acordo com os resultados exibidos pela empresa, 50% dos entrevistados não possuem computador. Apesar disso, 64% deles costumam acessar a internet na própria casa, enquanto 12% navegam em ambiente escolar e 15% no trabalho.

A gerente regional da Opera Software para a América Latina, Sabrina Zaremba, nota que, apesar do crescimento econômico e da facilidade de crédito, boa parte dos brasileiros ainda acessa a internet apenas em lan houses e cibercafés (23%).

Web no celular tem que ser rápida e barata

Opera Mini é o navegador móvel mais usado no mundo, de acordo com a StatCounter

Opera Mini: processamento e renderização remota agilizam a navegação

Entre os fatores mais importantes na hora de usar internet no celular está a velocidade de carregamento das páginas, opção indicada por 62% das pessoas consultadas. Quarenta e dois por cento delas também levam em consideração a facilidade de uso, além do número de funcionalidades (30%) e do gasto com a transferência de dados (29%).

Quando questionados sobre o valor mensal que estariam dispostos a gastar com internet móvel, 44% dos participantes responderam que preferem planos que custem entre R$ 5 e R$ 10. Vinte e oito por cento se dispõem a pagar entre R$ 10 e R$ 30 e apenas 3% gastariam mais do que R$ 50 por mês.

Um dado que surpreendeu o vice-presidente sênior para desenvolvimento de negócios da Opera Software, Nuno Sitima, é o fato de que 55% dos usuários do Opera Mini gostariam de usar o celular para efetuar pagamentos. Sitima vê esse resultado como positivo, já que essa é uma tecnologia promissora e que vem conquistando as empresas de cartões de crédito.

Aparelho novo: não por enquanto

Quando questionadas se planejavam trocar de celular dentro dos próximos seis meses, mais da metade (63%) das pessoas disseram que não. Entretanto, 21% afirmaram que pretendem comprar um aparelho com Android em breve, enquanto 6% revelaram a preferência pelo iPhone. Aparelhos com Symbian (6%), Windows Mobile (2%) e Blackberry (1%) aparecem em seguida na lista de compras.

E quando o assunto é plano de dados, o pré-pago vence, sendo a opção de 76% dos participantes da pesquisa. Nove por cento usa pós-pago e cerca de 15% dos entrevistados não possuem um plano para a internet.

Perfil de quem usa o Opera Mini

Ainda de acordo com o relatório divulgado pela empresa, 78% das pessoas que responderam ao formulário da pesquisa são do sexo masculino, sendo que a faixa etária predominante vai de 13 a 34 anos. A maior parte (42%) é estudante ou trabalha em período integral (38%). Já a faixa salarial não ultrapassa o limite de R$ 1.000 para 66% dos entrevistados.

Opera Mini x Opera Mobile

Até março, Opera era o navegador mais usado em dispositivos móveis (Fonte da imagem: StatCounter)

Quem estiver insatisfeito com o navegador-padrão do aparelho ou deseja experimentar o Opera no celular pode escolher entre duas versões: Mini e Mobile.

O Opera Mini é indicado para quem não possui um smartphone de última geração, mas que deseja ter acesso a tecnologias de ponta, como o HTML5. Nele, todo o processamento é feito em servidores de proxy da empresa, que devolvem para o cliente uma página mais “leve” e adaptada para o aparelho que está sendo usado. Normalmente, o Opera Mini reduz em até 10% o tráfego de dados entre cliente e servidor, proporcionando mais agilidade na navegação.

Já o Opera Mobile é mais indicado para quem possui smartphones com poder maior de "fogo", já que todo o processamento é feito localmente. Apesar de exigir mais recursos do aparelho, o Opera Mobile oferece maior compatibilidade com HTML5 e possui suporte a gráficos 3D. Mesmo assim, quem quiser também pode habilitar o Modo Turbo nesse navegador e fazer uso do recurso de compressão de dados que existe por padrão no Opera Mini.

Cupons de desconto TecMundo: