(Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

A Microsoft anunciou nesta semana que pretende manter atualizações frequentes no Office 365. De acordo com Kurt Delbene, presidente da divisão responsável pelo Office dentro da Microsoft, as atualizações devem acontecer a cada três meses.

“Nós já temos os mecanismos para atualizar o serviço em uma base trimestral”, disse Delbene em entrevista ao site Computer World. Segundo ele, alguns updates só vão trazer ferramentas novas, enquanto algumas mudanças são mais “agressivas”.

Segundo ele, as atualizações podem não seguir rigorosamente o prazo de 90 dias, já que aquelas com maiores mudanças podem demorar um pouco mais para serem lançadas, alongando o ciclo, mas o tempo médio de três meses tem a intenção de atrair mais consumidores para o uso do serviço.

Segundo o analista de mercado Michael Silver, as atualizações podem vir em diferentes ferramentas do Office 365. É possível que apenas o Word tenha uma atualização e, três meses depois, seja a vez do Excel, por exemplo. Para Silver, embora o consumidor tenha se tornado bastante exigente em relação à frequência de atualizações, para um produto como o Office, que está consolidado no mercado há mais de 20 anos, não é possível esperar que as atualizações constantes tragam mudanças significativas no sistema.

Cupons de desconto TecMundo: