(Fonte da imagem: Página Oficial do Office 365)

Há algum tempo, a Microsoft anunciou o lançamento do Microsoft Office 365. Embora muitas pessoas tenham ficado empolgadas com a informação, poucas sabiam exatamente o que era a nova ferramenta que a empresa criadora do Windows estava trazendo para o mercado.

Sem sombra de dúvidas, o serviço tem alguma coisa a ver com o Office, o pacote de aplicativos para escritório mais utilizado nos PCs. Mas, afinal, o que o a versão 365 do Office tem de diferente das edições tradicionais? A resposta a essa e outras perguntas a respeito do serviço da Microsoft, você confere logo abaixo.

Afinal, o que é o Microsoft Office 365?

O Microsoft Office 365 é uma versão do pacote Office da Microsoft que roda diretamente no seu navegador, ou seja, é inteiramente online. Dessa forma, o serviço dispensa qualquer tipo de instalação, bastando criar uma conta, realizar algumas configurações e começar a criar textos, editar planilhas e gerar apresentações de slides.

Além da facilidade de poder acessar seus documentos a partir de qualquer computador que esteja conectado à internet, o Microsoft Office 365 oferece uma série de vantagens para quem está sempre trabalhando com equipes grandes. Você pode, por exemplo, compartilhar os documentos para que outras pessoas possam editá-los.

Há duas versões do Microsoft Office 365. A primeira delas é para pequenas empresas, enquanto a segunda é dedicada a empreendimentos de médio ou grande porte. A principal diferença entre os planos está nas opções de sincronização, correio de voz, armazenamento de mensagens do Outlook e número máximo de colaboradores.

O que tem de diferente?

O objetivo do novo produto da Microsoft é disponibilizar a suíte de escritório para vários colaboradores ao mesmo tempo. Assim, você pode cadastrar os funcionários da sua empresa ou os colegas de um projeto e trabalhar com os documentos criados de maneira colaborativa, ou seja, todos têm acesso e podem editar o conteúdo livremente.

Além disso, todos os produtos são acessados diretamente no seu navegador. Isso permite que você consiga editar os documentos de um projeto em casa, no próprio trabalho, na faculdade ou em qualquer outro lugar que possua máquinas conectadas à internet.

Valores

O valor do Microsoft Office 365 varia de acordo com o plano escolhido. Para pequenas empresas, o preço é de US$ 6 (pouco menos de R$ 12) por pessoa e por mês. Ou seja, se há três pessoas na sua companhia e elas estão registradas no pacote, é preciso pagar mensalmente US$ 18 (cerca de R$ 35).

No plano para médias empresas, há dois planos. O chamado E1 permite o cadastramento de mais de 50 mil funcionários e o valor mensal por usuário é de US$ 8 (aproximadamente R$ 15). Já para o plano E2, que oferece algumas funcionalidades extras, como arquivamento de emails e suporte a correio de voz, o preço mensal por pessoa cadastrada é US$ 20 (cerca de R$ 39).

Experiências

Até o momento, as reviews do Microsoft Office 365 encontradas na internet apontam o serviço como uma boa opção de ferramenta colaborativa. Um dos destaques do pacote é a interface, sempre organizada e intuitiva, mas sem abrir mão da elegância.

Outra característica que chamou bastante a atenção é a integração do produto online com aquele instalado em seu computador. Independente da aplicação que esteja em uso (Word, Excel, PowerPoint ou OneNote), você pode utilizar a guia “abrir no” para exportar o documento ativo na versão do produto presente em sua máquina física.

Se você deseja ver por si mesmo o que o Microsoft Office 365 é capaz de realizar, aproveite o tempo de teste da ferramenta e explore todas as possibilidades que o novo serviço de aplicativos colaborativo tem para oferecer.

E aí, curtiu o conteúdo? Sabia que você pode comprar o Office 365 e baixar na hora na loja oficial da Microsoft? Clique aqui e conheça já a Microsoft Store! 

Cupons de desconto TecMundo: