LibreOffice rodando no Android. (Fonte da imagem: Michael Meeks)

Em outubro do ano passado, a The Document Foundation (TDF) anunciou que estava desenvolvendo uma versão do LibreOffice para a web, a qual deverá trabalhar de forma semelhante ao Google Docs e ao Office Web Apps, da Microsoft, e outra para equipamentos eletrônicos portáteis.

Nesta semana, durante a conferência FOSDEM, Michael Meeks, desenvolvedor da openSUSE, revelou como está o andamento da portabilidade dessa suíte de aplicativos. De acordo com o site Ars Technica, um dos maiores desafios dos desenvolvedores do LibreOffice é fazer com que o código atual dos programas seja compatível entre as várias plataformas, o que proporcionaria uma maior compatibilidade e integração entre os softwares quando usados em diferentes sistemas.

Outro quesito que ainda precisa sofrer aperfeiçoamentos é o consumo de processamento inicial da suíte, o qual atualmente chega a consumir 15% da potência da CPU ao analisar arquivos de configuração e carregar a interface do aplicativo – um valor ainda muito superior ao desejado para um smartphone ou tablet.

AmpliarVersão online da suíte de programas para escritório. (Fonte da imagem: Michael Meeks)

Entre as imagens da apresentação de Meeks, que você pode conferir na íntegra clicando aqui (PDF), podemos ver alguns dos programas do LibreOffice rodando uma versão depurada (como se fosse um simulador) tanto no iOS como no Android. Em relação aos portáteis, o objetivo inicial da TDF é criar um visualizador de documentos e, em seguida, adicionar recursos limitados de edição.

Por sua vez, a edição acessada via navegadores está sendo desenvolvida em HTML5 e também mantém o código dos softwares convencionais do pacote. A interface deve manter as mesmas linhas da original, facilitando a adaptação das pessoas. Além disso, a comunicação de dados entre computadores e servidores será feito por um serviço que permite um trâmite em tempo real extremamente eficiente.

Embora tenha sido criticada negativamente durante muito tempo, a suíte LibreOffice está apresentando melhorias notáveis (principalmente em sua interface e usabilidade) e ganhando mais adeptos a cada dia.

Cupons de desconto TecMundo: