(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Ao comentário pouco diplomático disparado por Linus Torvalds recentemente, a NVIDIA apareceu com algo bastante contido — digamos, sem esboçar qualquer possibilidade de levantar o dedo médio para alguma câmera. De fato, a companhia reconhece as críticas em torno da falta de compatibilidade das suas GPUs, dizendo que “dar suporte ao Linux é importante” — emendando ainda que “compreende” a frustração das pessoas.

Em declaração enviada ao site Phoronix, a NVIDIA afirma ter abordado as questões relacionadas ao sistema gráfico Optimus para notebooks — que permite alternar entre placas gráficas integradas e discretas —, o que veio na forma de modificações em seus drivers R295. Supostamente, algo para tornar vida dos desenvolvedores um pouco mais fácil.

Entretanto, a ideia de GPUs exclusivas parece ainda um sonho distante de pinguins engajados:

“(...) Nós tomamos a decisão de dar suporte ao Linux às nossas GPUs na forma de um aproveitamento do código comum da NVIDIA — em vez de trazer uma abordagem para a estrutura do Linux. Embora isso possa não agradar a todos, certamente nos permite fornecer aos nossos clientes uma experiência gráfica consistente, independentemente do sistema operacional ou da plataforma.”

Ademais, a companhia também lembra que várias das suas placas gráficas dão suporte para o Linux e que, embora não exista o suporte que muitos gostariam à estrutura x86, não se pode dizer o mesmo da ARM para os processadores Tegra. Enfim, difícil saber o que é mais estanque no cenário: a abordagem da empresa... Ou a indignação dos seguidores de Linus Torvalds. Fique ligado no Tecmundo para mais novidades.

Fonte: Phoronix

Cupons de desconto TecMundo: