(Fonte da imagem: DIvulgação/NVIDIA)

A NVIDIA rebatizou sua linha de placas gráficas OEM série GT 500, da arquitetura Fermi. Agora elas fazem parte da série 600. A GT 520 será conhecida como GeForce GT 620, e a GT 510 torna-se GeForce GT 605. Mas não foi apenas a nomenclatura que mudou: algumas alterações no hardware foram feitas – nem sempre para melhor.

Embora ambas suportem efeitos visuais criados com a OpenGL 4.2 (em vez da 4.1), as placas com arquitetura Fermi reduziram pela metade a memória: estão disponíveis em versões de 512 MB e 1 GB. Antes, elas tinham opção de 1 e 2 GB.

As conexões da GT 620 agora incluem VGA, DVI e vídeo HDMI, além de envelope térmico maior – 30 W em vez de 29 da GT 520. A GT 605 mantém as mesmas conexões da GT 510, e sua potência térmica permanece em 25 W.

Fique ligado

Por serem OEM, as novas placas GT 605 e GT 620 são vendidas apenas para fabricantes de PC e não estão disponíveis para venda direta ao consumidor. A lista das empresas que poderão equipar máquinas com as duas placas não foram divulgadas.

A NVIDIA já trabalha com uma nova arquitetura de placas gráficas batizada de Kepler, e, como podemos perceber, a empresa ainda não abandonou a Fermi — tecnologia antecessora. Recentemente, a companhia divulgou o lançamento da GeForce GTX 680, a placa mais rápida do mundo, equipada com a arquitetura mais recente.

Cupons de desconto TecMundo: