A GeForce GTX 1060 acaba de sair do forno e os principais sites internacionais já estão soltando os primeiros reviews completos da placa.

A nova aposta da NVIDIA vem como substituta direta da GTX 960, mas ela promete desempenho superior ao da GTX 970 e performance similar à da GTX 980.

Vale notar ainda que, já na apresentação do produto, a fabricante estava anunciando a GTX 1060 como uma placa capaz de superar a mais nova Radeon RX 480. Agora, com os benchmarks práticos finalmente disponíveis, podemos conferir de perto todo o potencial do produto.

Aparentemente, levando em conta a maioria dos jogos, nem sempre a GTX 1060 entrega performance geral com uma diferença de aproximadamente 15%, conforme a NVIDIA tinha prometido. Todavia, há casos em que a placa realmente consegue alcançar esse patamar e até ultrapassá-lo.

Outras características interessantes nos primeiros reviews dizem respeito ao produto como um todo. A GTX 1060 é muito pequena, tanto que o modelo da EVGA é bem compacto, sendo até uma opção adequada para gabinetes menores. Conforme as imagens do produto, também é possível conferir que a nova placa da NVIDIA não é compatível com a tecnologia SLI.

Especificações da GTX 1060

  • CUDA Cores: 1.208
  • ROPs: 48
  • TMUs: 106
  • Taxa de preenchimento de pixels: 72,3  GPixels/s
  • Taxa de preenchimento de texturas: 159,6  GTexels/s
  • Clock da GPU: 1.506 MHz
  • Boost Clock: 1.709 MHz
  • Memória RAM: 6 GB GDDR5 (Samsung)
  • Interface da memória: 192-bit
  • Largura de banda da memória: 192,2 GB/s
  • Clock da memória: 2.002 MHz
  • TDP: 120 watts

Benchmarks da GTX 1060

Grand Theft Auto V – 1080p

Grand Theft Auto V – 1440p

Hitman – 1080p

Hitman – 1440p

Middle Earth: Shadow of Mordor – 1080p

Middle Earth: Shadow of Mordor – 1080p

Quantum Break – DirectX 12 – 1080p

Rise of the Tomb Raider – 1080p

Rise of the Tomb Raider – 1440p

The Witcher 3 – 1080p

The Witcher 3 – 1440p

Como podemos ver, a GTX 1060 (em sua versão Founders Edition) é realmente superior à GTX 970 e à RX 480 na maioria dos testes. Interessante perceber ainda que a placa até mesmo empata com a GTX 980, o que a coloca numa posição privilegiada.

Obviamente, ainda resta saber como as placas personalizadas pelas parceiras vão se sair nos testes, uma vez que o chip gráfico em questão pode ter sua performance ainda mais elevada com o uso de overclock. O baixo consumo de energia também se faz muito importante.

Será que esta é a nova placa top de vendas da NVIDIA? Por ora, não há informações sobre o preço do produto no Brasil, mas há chances de que ela chegue numa faixa similar de valores ao da GTX 970, o que significa algo próximo de R$ 1.500.

Cupons de desconto TecMundo: