Quando Heavy Rain chegou aos consoles, em 2010, muita gente se surpreendeu com a qualidade gráfica que a Quantic Dream preparou o drama interativo. Dois anos mais tarde, o estúdio volta a impressionar com a demonstração técnica apresentada durante a Game Developers Conference 2012.

No entanto, o vídeo acima não é motivo para empolgação. Como o estúdio deixou bem claro, Kara não se trata de um projeto de jogo ou algo parecido, mas apenas um exemplo de como será o próximo salto gráfico pretendido pela empresa. De acordo com o diretor da companhia, David Cage, trata-se de uma nova engine desenvolvida a partir do zero capaz de fazer coisas que o motor de Heavy Rain não conseguia.

(Fonte da imagem: Divulgação/Quantic Dream)

Além disso, Cage explicou que Kara é mais do que uma demonstração visual, mas também de atuação. Ele explica que a ideia é fazer uma espécie de “Avatar dos games” e unir animação e interpretação em uma única etapa para criar uma experiência muito mais coesa e mais realista. Segundo o diretor, Heavy Rain funcionou muito bem com o método tradicional — de realizar esse processo separadamente e unir em outra etapa de produção —, mas a Quantic Dream pretende ir além.

Ele conta, por fim, que Kara é exatamente a materialização dessa vontade, ou seja, apenas um experimento que utiliza cerca de 50% do potencial da engine. A ideia é exatamente criar uma forma diferente de entretenimento para adultos. E por mais que muita gente tenha se empolgado com o visual e o potencial que a história do pequeno androide tem a oferecer, Cage deixou bem claro que o robô não quer passar nenhuma mensagem sobre um jogo secreto ou algo do tipo.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: