A presença dos celulares inteligentes no dia a dia da população do Brasil já é uma realidade — e não é de hoje. E apesar de os aparelhos mais caros ainda não estarem no bolso da maioria dos brasileiros, há um interesse crescente por smartphones de preços mais elevados — ou seja, menos busca por dispositivos de entrada. Além disso, há uma clara busca por economia nos planos e serviços de telefonia.

Segundo pesquisas da ComTech - Kantar Worldpanel, o total de pessoas com os dispositivos móveis inteligentes em 2016 aumentou 8% em relação ao ano anterior, chegando a 57% do público. Considerando esses números, um terço dos donos desses telefones tem interesse em trocar de aparelho em até um ano.

Apesar do aumento, os modelos que respondem pela maior parcela de mercado são os de até R$ 1 mil. No entanto, smartphones com preços superiores são os que apresentam maior crescimento no número de vendas.

O modo de utilização dos serviços das operadoras também mudou. Os planos pós-pagos têm sofrido queda de gasto entre os donos desses aparelhos, saindo de R$ 84,74 em 2014 para R$ 70,84 em 2016. Enquanto isso, o investimento em planos controle passou de R$ 39,47 para R$ 45,81 em média, nos mesmos anos. Entre os pré-pagos não houve grandes mudanças.

Os responsáveis por parte desse crescimento foram os consumidores das faixas etárias acima dos 35 anos, entre os quais a procura por smartphones apresentou aumento durante o ano passado. Você se encaixa em qual perfil? Diga para nós nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: