A compra da Alcatel-Lucent pela Nokia já ocorreu há algum tempo, e nós falamos a respeito disso em julho quando a Comissão Europeia aprovou a transação entre as companhias, que envolveu US$ 16,6 bilhões.

Entretanto, a China é a última grande jurisdição que ainda não aprovou a transação bilhonária, trazendo alguns problemas estratégicos para as empresas. Para tentar resolver esse entrave, a finlandesa Nokia anunciou que acabou de entrar em uma joint venture com a estatal chinesa Huaxin.

O acordo será construído em cima de outro contrato similar mais antigo que envolvia a Alcatel-Lucent e a Huaxin. Segundo as informações divulgadas, a Nokia deve controlar 51% das ações da joint venture e espera-se que a junção resolva até o próximo ano os entraves com o governo chinês.

Cupons de desconto TecMundo: