A Comissão Europeia aprovou nesta sexta-feira (24) a aquisição da Alcatel-Lucent pela Nokia, negociação que envolve nada menos que US$ 16,6 bilhões. Segundo o órgão, a compra “não gera preocupações de competitividade”, visto que as duas companhias não são competidoras próprias e que a união entre elas não vai afetar outros nomes do mercado.

Segundo a Comissão, a principal força da Nokia se concentra no território europeu, enquanto a Alcatel-Lucent tem uma presença mais concentrada na América do Norte. Além disso, a existência da Ericsson e de competidores asiáticos como Samsung, Huawei e ZTE permitem que o mercado de equipamentos de telecomunicação continue saudável.

Com a aquisição da Alcatel-Lucent, a Nokia pode prosseguir com sua transição de uma empresa voltada para o mercado consumidor para uma organização focada em clientes corporativos e indústrias. Essa decisão também pode envolver a venda de negócios relacionados ao sistema Here Maps para um consórcio de fabricantes de automóveis formado pela Audi, BMW e Mercedes. 

Cupons de desconto TecMundo: