A Nokia parece não estar conseguindo monetizar muito bem o seu aplicativo de mapas que comprou em 2008 e, recentemente, anunciou a decisão de vender o serviço. De acordo com rumores da indústria, a companhia finlandesa já conseguiu atrair o interesse de compradores em potencial.

Segundo a revista alemã Manager Magazin, empresas como o Facebook, o Uber e um grupo formado por fabricante de carros, composto pela BMW, Audi e Daimler, e uma empresa de equidade privada, Hellman & Friedman, estão tentando entrar na disputa pelo app.

Enquanto isso, de acordo com relatos da Bloomberg, a Nokia tenta conseguir lances vindos de companhias como Apple, Amazon e Alibaba. A finlandesa espera arrecadar mais de US$ 3,2 bilhões (cerca de R$ 9,5 bilhões) com a venda.

Apesar de parecer um valor bem alto, seria uma pechincha perto do montante que a Nokia pagou pelo serviço em 2008: US$ 8,1 bilhões (aproximadamente R$ 23,85 bilhões). Segundo os relatórios financeiros da empresa, o valor estimado do HERE Maps atualmente é de pouco mais de US$ 2,15 bilhões (R$ 6,41 bilhões).

Cupons de desconto TecMundo: