Em um passado não muito distante, a Nokia vendeu a divisão de celulares para a Microsoft. Em pouco tempo, o “Nokia Lumia” passou a ser “Microsoft Lumia” e o nome da empresa finlandesa parecia estar com os dias contados. Mas no ano passado a história voltou a mudar e a Nokia informou que estaria licenciando a marca para que outras fabricantes pudessem produzir dispositivos com o seu selo.

Foi assim que surgiu o tablet Nokia N1 (fabricado pela Foxconn e licenciado pela Nokia) e agora há fortes indícios de que o mesmo aconteça com os smartphones — também havendo a possibilidade de isso ocorrem junto com a Alcatel. De acordo com fontes ligadas ao Re/Code, a Nokia Technologies (uma das três divisões que restaram na companhia da Finlândia) estaria trabalhando nos portáteis e buscando parcerias para a produção deles em escala comercial.

Ainda não se sabe muito sobre como seriam os novos smartphones e qual seria o foco da Nokia. O que é mais provável é que o ZLauncher permaneça em primeiro plano junto com o Android — deixando o Windows Phone fora da jogada. Vale lembrar que a Nokia Technologies possui um portfólio com mais de 10 mil patentes e muito disso ainda pode ser usado nos smartphones.

Segundo o Re/Code, ex-executivos da Nokia já confirmaram que há muitos projetos no caminho da companhia, mas os primeiros resultados devem começar a ser vistos somente em 2016. Será que existem chances de a Nokia voltar a dominar o mercado da maneira que fez durante muitos anos?

Cupons de desconto TecMundo: