Um Lumia com Android estava nos planos da Nokia? (Fonte da imagem: Reprodução/TalkAndroid)

Ao que parece, a Nokia estava mantendo um plano B caso a parceria com a Microsoft e o Windows Phone não desse certo. Em entrevista à CNET, Joe Belfiore, chefe de design do Windows Phone, disse que a empresa estava escondendo alguns segredos, incluindo um smartphone.

Segundo Belfiore, há “exemplos reais” de que a Nokia estava desenvolvendo um dispositivo e mantendo as informações sobre o assunto em segredo. Dessa forma, a Microsoft priorizaria os seus planos de software sem saber exatamente o que a Nokia estava planejando a respeito do hardware.

Frustrações escondidas

Belfiore não citou exemplos específicos, mas, segundo o The Verge apurou, um dos segredos diz respeito ao começo da parceria entre as duas empresas. A Nokia teria ficado frustrada com algumas restrições impostas pelo Windows Phone ao software da câmera do Lumia 1020.

De acordo com fontes familiarizadas com o assunto, a Microsoft teria feito mudanças essenciais no Windows Phone, e as restrições teriam tornando mais difícil o processo de armazenamento de grandes imagens, dificultando o acesso aos arquivos.

Expertise Nokia

Esses segredos e frustações obviamente deixarão de ocorrer agora que a Microsoft comprou a Nokia e a colaboração entre as empresas ajudará a gigante de Redmond a focar em suas prioridades.

Por exemplo: um recurso de compartilhamento de arquivos via Bluetooth é especialmente popular em países em desenvolvimento, mas a Microsoft não estava ciente de que os consumidores americanos não costumam usá-lo. “Nós nem se quer tínhamos esse recurso, e nunca compreendemos o quanto ele era crítico”, disse Belfiore.

E os outros parceiros?

A decisão da Microsoft em adquirir a Nokia é visto por muitos como uma forma da empresa garantir o futuro do Windows Phone. A marca finlandesa controla atualmente mais de 80% do mercado de Windows Phones, e os 20% restantes são divididos entre HTC, Samsung e Huawei.

E, ao que parece, a Microsoft não está muito preocupada com os outros parceiros e se eles ficaram chateados com a compra da Nokia. “Alguns dos nossos parceiros tem vindo e alguns deles tem ido ao longo dos anos”, afirmou Belfiore.

Com a Nokia integrando o time, a Microsoft agora quer triplicar sua participação no mercado de smartphones até 2018.

Cupons de desconto TecMundo: