(Fonte da imagem: Reprodução/GSM Arena)

A Nokia foi declarada vencedora em um processo que abriu contra a HTC por conta de tecnologias presentes no smartphone HTC One. Segundo a empresa finlandesa, o aparelho conta com um microfone desenvolvido pela STMicroelectronics, cujos direitos exclusivos pertencem à fabricante da linha Lumia.

O único aspecto que diferencia o microfone presente no Lumia 720 daquele visto no aparelho concorrente é o número de série — enquanto no dispositivo da Nokia ele é 307, no da HTC ele aparece como 302. Segundo a Nokia, a numeração representa somente a data de fabricação de cada produto, que compartilham entre si a marca V1.4, a qual indica a propriedade exclusiva que a companhia possui sobre o produto.

Segundo a empresa finlandesa, o processo não deve ser interpretado como um problema de patentes envolvendo a HTC. A organização afirma que o processo só foi aberto porque a fabricante do microfone quebrou um acordo que previa que nenhum detalhe técnico do produto poderia ser divulgado para outras companhias.

Não é a primeira vez que as empresas se encontram nos tribunais: em março deste ano, a Nokia ganhou na Alemanha uma causa relacionada a tecnologias para economizar bateria. Como o problema só afetava o HTC Wildfire S, o HTS Desire S e o HTC Rhyme, que não são mais vendidos no país, os prejuízos causados à companhia se provaram mínimos.

Cupons de desconto TecMundo: