Embora a divisão mobile da Nokia pareça estar se saindo muito bem depois que se desvencilhou das amarras da Microsoft, ainda não chegou o momento que veremos a marca se aventurando para além dos celulares. Pelo menos essa é a visão do diretor de marketing da HMD Global – parceira da empresa finlandesa nessa nova empreitada.

Segundo Pekka Rantala, o foco da Nokia no momento fica voltado única e exclusivamente para a produção e divulgação dos smartphones da casa. Isso deve jogar um balde de água fria nos consumidores que esperavam por um tablet da marca no futuro próximo, mas faz todo sentido para uma companhia que retornou ao mercado e está tentando encontrar o seu espaço.

O novo Nokia 3310 mostra que a empresa está no caminho certo

Desde que voltou ao batente, a Nokia lançou três modelos de entrada ou intermediários – os Nokia 3, 5 e 6 – e colocou nas prateleiras uma versão reformulada do lendário Nokia 3310. Enquanto o feature phone teve um público garantido graças a onda de saudosismo que se abate por todos os segmentos da indústria, os aparelhos Android parecem estar obtendo um sucesso inesperado – algo que fez com que o último deles finalmente viesse para o Ocidente.

O setor de tablets não está exatamente aquecido

Partindo do princípio que o setor de tablets não está exatamente aquecido se o seu equipamento não tiver o logo da Apple, pode ser melhor que a fabricante realmente se firme como um força no atual cenário de smartphones antes de buscar novos desafios. Com isso, a esperança é que a Nokia finalmente trabalhe em um flagship que consolide de vez essa sua nova fase. Rumores sobre tal aparelho existem há tempos – incluindo o suposto Nokia 9, com Snapdragon 835 e 6 GB de RAM –, mas até agora não tivemos nada concreto sobre o brinquedinho.

E aí, você concorda com a estratégia da Nokia ou gostaria de ver mais dispositivos com a marca aparecendo nas lojas? Deixe a sua opinião mais abaixo, na seção de comentários. 

Cupons de desconto TecMundo: