Quase cinco anos após entrarem em um acordo sobre o uso de patentes, a Nokia e a Apple voltam a brigar sobre o assunto nos tribunais. A empresa da Maçã entrou com um processo antitruste na última quarta-feira (21) contra entidades de asserções de patentes (PAEs) que representam os interesses da Nokia que, em resposta, iniciou seu próprio processo contra a concorrente.

A Apple afirma que já há acordos que preveem o licenciamento de patentes contestadas pelas PAEs, que estão sendo usadas como meios de conseguir mais dinheiro. A fabricante alega que essa é uma prática “anticompetitiva e abusiva” que afeta não só ela, mas também outras organizações que trabalham com tecnologia.

a Nokia acredita que a companhia de Cupertino deve dinheiro a ela

Já a Nokia acredita que a companhia de Cupertino deve dinheiro a ela devido a tecnologias empregadas na construção dos produtos com a marca iPhone. O processo anterior, iniciado em 2009 e finalizado em 2011, resultou na Apple pagando uma taxa à companhia finlandesa e com o estabelecimento de que ela devia pagar royalties em intervalos regulares.

A Nokia argumenta que, desde então, a empresa comandada por Tim Cook continuou a violar outras patentes e se recusou a estabelecer qualquer espécie de acordo de licenciamento adicional. O processo contempla um total de 32 patentes relacionadas a softwares, interfaces de uso e codificação de vídeos, entre outras áreas. O resultado da disputa deve ter grandes impactos sobre o mundo da tecnologia em um futuro próximo — a não ser, claro, que tudo seja resolvido com um acordo em questão de alguns anos.

Cupons de desconto TecMundo: