A Nintendo realiza, anualmente, uma reunião com seus investidores e acionistas para apresentar relatórios, esclarecer alguns pontos e votar questões importantes para o futuro da empresa. Depois disso, as principais dúvidas vindas dessas pessoas são reunidas em um documento no estilo Q&A (questions and answers ou perguntas e respostas) e disponibilizadas.

Nas respostas dadas pelos principais nomes da companhia, pudemos obter algumas informações e opiniões bastante interessantes. Shigeru Miyamoto, que dispensa apresentações, comentou sobre o temor que sente a respeito dos dispositivos móveis e sua grande disseminação pelo mundo.

Ele manifestou essa opinião quando foi questionado sobre o motivo pelo qual a “Big N” ainda não entrou neste mercado em grande crescimento. Apesar dessa briga entre consoles e dispositivos móveis, ele acredita que os aparelhos de mesa ainda reinarão, o que também sugere que a Nintendo não pretende seguir por um caminho diferente.

Ele também comentou sobre um aspecto que não o agradou nas apresentações da E3 deste ano:

“Isso é algo que eu já havia mencionado antes, mas, para alguns, pode ter parecido que não houve uma grande variedade de jogos na E3 e como se muitas pessoas tivesse seguido a mesma direção para fazer seus games. Eu acredito que essa é uma revelação da imaturidade criativa da nossa parte como criadores na indústria de video games”, disse Miyamoto em resposta a um dos acionistas.

“Neste ano, a maior parte do que as outras desenvolvedoras exibiram foi apenas jogos deshooters sangrentos que se passam em ambientes violentos ou, em outro sentido, mundos legais e realistas. O fato de tantos desenvolvedores estarem competindo na mesma categoria dá a impressão de que a maioria dos títulos exibidos no evento era do mesmo tipo”.

O documento completo, contendo essas e outras respostas dadas pela Nintendo, pode conferido neste link (em inglês).

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: