Nova lente custa caro (Fonte da imagem: Divulgação/Nikon)

A Nikon é uma das fabricantes de câmeras e acessórios mais famosas em todo o planeta. Muito disso se deve não só à qualidade de seus produtos, mas também aos investimentos em inovações realizados pela companhia – que curte trazer novidades todos os anos.

Um dos lançamentos da empresa para o começo de 2013 é a sua nova lente AF-S NIKKOR 800mm f/5.6E FL ED VR. Contudo, pelo menos dessa vez, todo o barulho do anúncio não acontece somente devido aos recursos apresentados, mas principalmente pelo preço de mercado da lente: cerca de 18 mil dólares (aproximadamente 36 mil reais no câmbio atual).

De acordo com a Nikon, essa é a lente mais longa de toda a linha NIKKOR. Entre os seus recursos estão a estabilização de imagens em quatro tempos, a eliminação de vibração e ruídos e o chamado "Silent Wave Motor" (SWM), que ajuda o autofoco, tornando-o mais rápido e exato.

Além disso, a AF-S NIKKOR 800mm f/5.6E FL ED VR conta com uma espécie de segunda lente incluída e que pode ser montada junto ao equipamento. Chamada de AF-S Teleconverter TC800-1.25E ED, ela permite que você tire fotos a distâncias nunca antes conseguidas, isso, é claro, aproveitando os ajustes específicos da lente principal. Com ela, a "distância focal" é expandida para até 1000 mm.

Apesar de tantos recursos e inovações, o preço de 18 mil dólares tem sido contestado em vários fóruns especializados, afinal de contas, com toda essa grana você pode comprar diversos outros equipamentos – inclusive uma câmera dedicada exclusivamente às fotos de longa distância (ou mesmo um telescópio).

Agora, se você curte fotografia, mas não pretende gastar mais de 30 mil reais, uma boa opção é conhecer a Nikon D3200, uma DSLR analisada pela equipe aqui do Tecmundo – e que pode se ajustar muito mais ao seu orçamento.

Cupons de desconto TecMundo: