Operadoras de TV querem que Netflix passe por regulação no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Operadoras de TV querem que Netflix passe por regulação no Brasil
Avatar do autor

Nesta semana, o congresso da ABTA foi palco para declarações bem polêmicas. Primeiro, o presidente da Telefônica afirmou que o WhatsApp promove pirataria nas chamadas por voz. Agora, o serviço atacado pelas empresas de telefonia e comunicações foi o Netflix, apontado como um concorrente desleal por Rafael Sgrott (engenheiro e gerente da Vivo).

Sgrott afirma que existe um grande desequilíbrio tributário atualmente, pois a carência de regulações permite que isso aconteça — sugerindo que somente uma melhor regulação fiscal faria com que tudo fosse corrigido. O executivo da Vivo também revela que as operadoras de telefonia é que ficam com os encargos de melhoria na rede para suportar os serviços como o Netflix.

"Todo o investimento para suportar a demanda de vídeos fica com as operadoras"

Quem também se manifestou contra os serviços de streaming foi a OI. Como informou o UOL, Bernardo Winik (da OiTV) disse que as operadoras tem obrigações e regulações, com "todo o investimento para suportar a demanda de vídeos, sendo que do outro lado você encontra alguém que está colhendo alguns frutos dessa cadeia de valor".

A discussão entre operadoras e OTTs — "over-the-top", que são serviços que usam redes de outras empresas para levar seus conteúdos — não é de hoje. O que resta agora é esperar para saber se os órgãos responsáveis irão se manifestar em frente ao pedido da Oi e da Vivo. Será que o Netflix vai passar por algum tipo de regulação no futuro?

Você acha que o Netflix é um concorrente desleal para as operadoras de TV? Comente no Fórum do TecMundo

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Operadoras de TV querem que Netflix passe por regulação no Brasil