No dia 20 de julho, a NASA vai enviar mais uma equipe ao fundo do Oceano Atlântico para testar novas ferramentas e técnicas que vão servir em futuras explorações espaciais. Por meio de uma missão chamada NASA Extreme Environment Mission Operations (NEEMO), os astronautas vão passar 14 dias embaixo da água experimentando níveis de gravidade e outros métodos que devem auxiliar os passeios pelo universo.

O líder do projeto NEEMO, Bill Todd, disse que "a equipe está ansiosa para realizar a missão, já que vai ser a vigésima dentro do programa Aquarius pelos últimos 15 anos". É isso mesmo: a NASA manda astronautas para o fundo do oceano desde 2001 para fazer testes.

O delay de tempo de comunicação é uma das coisas observadas pela agência durante o programa Aquarius. Ainda, outro teste é realizado com um hardware fornecido pela European Space Agency (ESA), que permite o “caminhar cego” da equipe — andar pelo bioma sem olhar onde pisa, com os olhos analisando dados em tablets e outras interfaces.

Vivendo no oceano

Os astronautas da NEEMO vão viver por 14 dias imersos a 19 metros de profundidade no Oceano Atlântico, na Florida International University Aquarius Reef Base, que fica a 5,4 milhas náuticas da costa de Key Largo.

"Trabalhar e viver dentro de um ambiente altamente operacional, extremo e isolado no fundo do mar entregou avanços significativos à ciência e engenharia para o benefício das viagens especiais. Isso também provou ser o mais próximo da exploração espacial dentro da Terra", disse Bill Todd.

Os astronautas participantes são de agências como a NASA, ESA e a japonesa JAXA.

Cupons de desconto TecMundo: