A NASA divulgou os primeiros testes do escudo solar do James Webb Space Telescope, o próximo grande telescópio espacial a ganhar a órbita da Terra — sim, trata-se do objeto acima, que mais parece uma pilha imensa de papel-alumínio.

O escudo tem o comprimento de uma quadra de tênis e é dobrável em cinco camadas para cobrir os espelhos do telescópio na hora do lançamento, como se fosse um pano ou um guarda-chuva. Na hora em que ele estiver estável na órbita terrestre, um comando vindo da Terra faz com que ele se abra, revelando sua forma completa. O teste de funcionamento e movimento aconteceu no Canadá e, ao menos nas primeiras baterias, não foram encontrados problemas.

O objetivo do escudo é separar o telescópio a partir de um lado virado para o Sol e um frio, que bloqueia a passagem da luz e a impede de interferir nos instrumentos de infravermelho do James Webb — além de deixá-los a uma temperatura de até -223 °C para que funcionem corretamente. Esse valor ainda precisa ser  estável o bastante para manter o alinhamento dos espelhos enquanto ocorre o deslocamento. O fator de proteção do escudo é de até 1 milhão (enquanto os protetores solares que passamos para ir à praia não passam de fator 50).

Conheça a fera

O James Webb Space Telescope é um dos novos projetos mais aguardados da NASA: sucessor do Hubble, ele terá um equipamento extremamente complexo e é o telescópio espacial mais poderoso já construído pela agência.

O projeto foi realizado em parceria entre NASA, Agência Espacial Europeia e Agência Espacial Canadense.

Cupons de desconto TecMundo: