(Fonte da imagem: Reprodução/Arstechnica)

A melhor maneira de treinar astronautas para realizar tarefas no espaço é simulando um ambiente parecido com o que será encontrado na hora da missão. Mas não é nada fácil construir uma estação espacial só para isso – e o jeito é improvisar com uma piscina gigantesca em Houston, no estado norte-americano do Texas.

Trata-se do Laboratório de Flutuação Neutra da NASA (Neutral Buoyancy Laboratory, no original), que fica em um reservatório de medidas surpreendentes: 31 metros de comprimento, 63 metros de largura e 12,3 metros de profundidade. Para encher tudo isso, são necessários 23,5 milhões de litros de água – que são repostos com frequência, já que o líquido tende a evaporar rapidamente.

A ciência explica

Apesar de não ser totalmente condizente com a realidade, a experiência submarina é o melhor treinamento já desenvolvido para astronautas praticarem atividades extraveiculares (quando eles precisam sair da estação espacial para fazer um reparo, por exemplo).

(Fonte da imagem: Reprodução/Arstechnica)

Isso é possível devido ao princípio da flutuação neutra, que ocorre quando um corpo atinge a mesma densidade do líquido no qual está imerso, o que faz com que ele nem afunde, nem vá à superfície. Para que a experiência de microgravidade aconteça, é necessário todo um equipamento especial (e caro).

O astronauta encontra dentro do tanque réplicas incompletas (mas em tamanho real) de locais como a Estação Espacial Internacional, a estação ATV, da Agência Espacial Europeia, e outras estruturas famosas que podem ser locais de missões de verdade.

Cupons de desconto TecMundo: