(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)
Faltam praticamente três semanas para o dia 21 de dezembro. A data recebeu ainda mais atenção este ano por trazer um significado apocalíptico: neste dia, seria o fim do mundo. Uma das teorias mais conhecidas quanto a isso está no término do calendário Maia — e, a partir dela, diversas suposições começaram a aparecer.

Em meio a tantas especulações quanto ao fim do nosso planeta, a NASA lançou um vídeo na internet há alguns meses denominado “12-21-2012 Just Another Day” (em tradução livre “21-12-2012 Apenas outro dia”), em que o cientista Don Yeomans desmentia todos os cenários apocalípticos previstos para este ano.

No entanto, com a “data apocalíptica” mais próxima, a agência espacial americana se viu na obrigação de criar uma seção em seu site denominada “Beyond 2012: Why the World Won’t End” (“Além de 2012: Por que o mundo não vai acabar”). Neste espaço, são explicadas e desmistificadas as teorias sobre o fim do nosso mundo — inclusive quanto a um possível planeta Nibiru que estaria em uma rota direta para se chocar com a Terra.

Crianças estão assustadas com a história

O cientista da NASA, David Morrison, afirmou que anda perturbado devido às cartas que chegam na agência, muitas delas de crianças que estão com medo que o mundo realmente acabe no dia 21 de dezembro. Para ele, esta seria a pior parte de toda a farsa quanto ao “apocalipse” de 2012.

A agência espacial americana acredita ainda que as pessoas deveriam, na verdade, estar mais preocupadas com as mudanças climáticas e as consequências disso do que com um alinhamento de planetas — outra teoria que, se acontecer, não trará nenhum problema para nós.

Por fim, a NASA declarou abertamente que a Terra não está em perigo e que qualquer declaração contrária a isso não é verdadeira. Além disso, o planeta Nibiru não existe e toda essa catástrofe já tinha sido prevista para 2003 — contudo, ainda estamos aqui para contar a história.

Cupons de desconto TecMundo: