Esquemas técnicos do nanocircuito proposto pelos cientistas (Fonte da imagem: Nature)

Para que existam dispositivos e computadores cada vez menores, como o MimoPlug, é essencial que os circuitos eletrônicos também diminuam de tamanho. Pensando nisso, a McGill University e o Sandia National Laboratories, dos EUA, acabam de criar o menor circuito eletrônico do mundo, formado por apenas dois filamentos.

O que torna esse circuito especial é o fato de que esses dois filamentos estão separados por uma distância de 15 nanômetros, espaço suficiente para abrigar cerca de 150 átomos. Por estarem tão próximos, esses filamentos acabam se comportando de uma maneira curiosa: se a corrente em um deles é considerada positiva, a do outro se torna automaticamente negativa, possibilitando assim que eles funcionem como um circuito eletrônico.

Além disso, por ter sido desenvolvido em uma escala tão pequena, o circuito acaba gerando pouco calor e conseguindo se resfriar sem a necessidade de um sistema de dissipação. Outra vantagem fornecida pela nanoescala é o aumento de velocidade na transmissão de sinais elétricos, já que o caminho percorrido pelos sinais é muito pequeno.

Mais detalhes sobre o circuito podem ser obtidos no artigo publicado por Guillaume Gervais, na revista Nature.

Cupons de desconto TecMundo: