Um rapper norte-americano gravou todas as faixas de seu álbum em uma loja da Apple, às escondidas, informa o The Daily Beast. Prince Harvey teria sido acobertado por funcionários de uma Apple Store em Manhattan, EUA, durante quatro meses.

De acordo com o portal, o computador que continha as primeiras gravações do músico parou de funcionar. “Eu não pretendia gravar meu álbum em uma loja da Apple. Mas, primeiro, meu computador morreu. Depois foi meu HD. Nova York é cara, e eu não pretendia comprar outra máquina. Pensei: ‘vou morrer antes que alguém descubra [sobre a gravação]”, disse o rapper.

Os nomes dos empregados que ajudaram Harvey não foram mencionados. “Não vou dizer os nomes deles, pois isso pode gerar problemas. Mas se um deles não estava na Apple Store, outro me atendia”, explicou o músico. Todas as faixas do álbum PHATASS serão lançadas no dia 26 deste mês – o título é uma referência à forma como as gravações foram feitas (“Prince Harvey At The Apple Store: Soho”).

Será?

Há quem não acredite na versão contada por Prince Harvey. É que um vídeo publicado ainda em janeiro mostra o rapper em frente a um Mac, em uma loja da Apple, tentando gravar um música. A sessão é interrompida por um funcionário do estabelecimento. "Você está arruinando minha carreira!", grita o músico. A forma como o rapper se comporta não parece natural e, na opinição de outros internautas, pode fazer parte de um tipo de golpe publicitário (o flagrante pode ser conferido no vídeo abaixo).

As composições do rapaz são em sua maioria tocadas apenas por vozes que fazem as linhas melódicas de bateria e baixo. A single já foi liberada pelo cantor e pode ser conferida no vídeo acima, que abre esta notícia, ou por meio deste link

Cupons de desconto TecMundo: