Imagem de: Google está testando carros automáticos em uma Matrix de verdade
Fonte: Daily Tech

Google está testando carros automáticos em uma Matrix de verdade

1 min de leitura
Avatar do autor

Se você achava que um mundo virtual era só mais uma das ficções do filme Matrix, é melhor acompanhar mais de perto as novas experiências do Google. A gigante da internet construiu uma simulação digital com mais de 270 mil quilômetros de rodovias para testar o seu novo sistema de piloto automático para carros.

O projeto ainda acompanha a declaração do Google de que, em breve, todos nós seremos conduzidos por carros robóticos. O grande problema para a tecnologia é que os testes em condições físicas podem levar anos para serem declarados como totalmente seguros e efetivos — afinal, basta lembrar que um carro precisa de combustível ou ainda pode sofrer de um número imenso de problemas que prejudicam o tempo das experiências. Para contornar isso, a empresa construiu seu próprio mundo virtual para colocar a prova o seu novo sistema de piloto automático.

Segundo a matéria do The Guardian, até agora os testes já passaram por mais de seis milhões de quilômetros virtuais, enfrentando os mais diversos desafios que acontecem também no mundo real. O sistema está pronto para agir frente a obstáculos, desvios na pista e até mesmo semáforos e pedestres, como explica o vídeo da empresa, logo abaixo.

O mundo virtual onde ocorrem os testes é baseado nas rodovias do estado da Califórnia, nos Estados Unidos, mas o Google enfrenta um pequeno problema com a legislação local para poder oficializar o seu novo sistema assim que a experiência for finalizada.

Segundo a política do estado, um piloto automático deve ser testado em condições físicas, embora os testes virtuais sejam válidos para comprovar a eficiência do sistema. O Google argumenta que as “simulações por computador são, na verdade, muito mais valiosos, uma vez que permitem que os fabricantes possam testar seu software sob muitas condições e tensões do que poderia ser obtido em uma pista de testes.”

Enquanto os testes e problemas legais ainda mantêm a tecnologia dentro dos computadores, só nos resta esperar para ver o quanto essa comodidade estará pronta para integrar a indústria automobilística. Quem sabe em alguns anos nem precisaremos colocar as mãos no volante para ir ao trabalho?

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Google está testando carros automáticos em uma Matrix de verdade