Qual é a primeira coisa que você faz quando chega ao trabalho? Não importa a sua ocupação, a resposta de muitas pessoas para essa pergunta é “acessar o Orkut, o Twitter ou checar meus emails pessoais”. Mas espere: não estávamos falando do seu local de trabalho? Por que então a primeira coisa que você faz é checar informações pessoais?

Surgidas no início dos anos 2000, as redes sociais conquistaram o seu espaço junto aos usuários e hoje correspondem a 47% dos acessos entre os usuários brasileiros, sendo a principal utilização da web no país. Historicamente, o período de maior acesso acontece no horário comercial – entre 8h e 18h – o que significa que a maioria das pessoas visita esses sites do local de trabalho.

Muitas empresas, no entanto, preocupadas com a produtividade dos seus funcionários proíbem completamente o acesso a elas. Outras permitem o uso moderado, como forma de fazer seu colaborador se sentir mais a vontade no ambiente de trabalho. Quem está certo? Afinal, utilizar redes sociais durante o horário do expediente ajuda ou atrapalha?

Por que usar?

A resposta para essa pergunta depende de uma série de fatores. Em primeiro lugar é preciso levar em consideração o tipo de trabalho que o usuário realiza. Para um jornalista, por exemplo, uma rede social como o Twitter pode ser uma ferramenta indispensável para receber, em primeira mão, notícias do que está acontecendo em uma determinada área.

Da mesma forma, redes sociais como o Twitter ou Orkut servem como fonte na busca de personagens para entrevistas, uma vez que as comunidades oferecem uma lista refinada e fácil de localizar usuários que dominem certos temas.

O mesmo vale para publicitários, economistas, advogados e, principalmente para gestores de empresas que precisam saber do público como uma marca ou mesmo um produto está sendo recebido no mercado. Dessa forma, informações presentes nessas redes passam a ser um diferencial significativo, quando bem utilizadas.

Orkut e Twitter podem melhorar a produtividade? Em certos casos, sim!

No entanto, para toda regra há uma exceção. Em certas funções não há nenhum benefício direto no uso de redes sociais durante o horário do trabalho. Por exemplo, imagine um caixa de um banco, dividindo seu tempo entre o Orkut e o atendimento aos clientes. Em algum momento o foco não estará no trabalho e quem será prejudicado é o cliente e a empresa.

Por outro lado, nada impede que ele utilize qualquer rede social que seja moderadamente, em pequenos momentos de intervalo, como forma de relaxar. Nesse caso, vale mesmo o bom senso. Afinal, é importante não se esquecer que você está no trabalho para desempenhar uma função e quanto maior for a sua atenção, maior será a probabilidade da tarefa ser bem-sucedida.

Por que não usar?

Você sabia que o mau uso da internet pode resultar em demissão por justa causa? A utilização da internet no trabalho para fins pessoais pode se enquadrar no quesito descumprimento de regras, desde que a empresa tenha deixado claro o que o trabalhador pode e o que não pode fazer.

No setor público há uma lei que dispõe claramente sobre o assunto: trata-se da Lei 8112/90, que afirma o servidor não pode fazer uso particular de recursos públicos – no caso, o provimento do serviço de internet para o trabalho é um recurso público.

Se na parte legal existe jurisprudência para justificar uma demissão por uso indevido da internet, por outro lado, mesmo que não existam regras claras na empresa em que você trabalha, vale refletir sobre o assunto. Se você trabalha oito horas diárias, passar duas horas navegando no Orkut ou conversando com amigos no MSN corresponde a 25% do seu tempo de trabalho jogado fora todos os dias.

Não se esqueça que a prioridade é o trabalho. Afinal, você é pago para isso, não é mesmo?

Pessoas que têm tendência a se distrair com facilidade também devem evitar ao máximo a utilização das redes no horário do expediente. Se você possui internet em casa, não custa nada deixar o papo para depois e se concentrar apenas no trabalho.

Se não possui, vale a pena conversar com o seu chefe. Que tal estipular junto com ele um tempo ou um horário para que você possa navegar pelas redes sociais ou mesmo checar informações pessoais como email? Dialogar e fazer as coisas de uma maneira clara é muito melhor do que fazer algo errado, escondido, correndo o risco de ser pego.

Na dúvida sobre a política da sua empresa, pergunte aos seus superiores.

Você costuma acessar redes sociais do seu local de trabalho? Em sua empresa existem regras claras quanto à utilização da internet? Ajude-nos a ampliar esse debate participando com a sua opinião.

Cupons de desconto TecMundo: