A Mozilla é uma organização sem fins lucrativos que já há um bom tempo respira diariamente o ambiente da internet colaborativa, criando toda uma comunidade em volta de seu principal produto de código aberto: o Firefox. Assim, não é de se estranhar que, há cerca de seis meses, a entidade por trás do popular navegador tenha iniciado uma campanha para que os internautas reinventassem parte de sua identidade visual.

O objetivo, com isso, era pescar ideias para a criação de um novo logo que renovasse a marca e repassar as melhores opções para designers da casa para uma espécie de polimento e ajustes finais. A empresa foi fazendo a filtragem dos resultados de um jeito bem transparente, mostrando quais trabalhos estavam seguindo para a “próxima fase” e dando um gostinho de como alguns desses designs acabavam mudando ao longo do tempo.

"Gordinha", elegante e simples: fonte é a nova cara da Mozilla

O item dispensa ícones, grandes efeitos ou qualquer elemento distrativo para se focar em uma tipografia simples

Confirmando uma tendência minimalista que parece dominar boa parte das marcas de tecnologia da atualidade, o grande vencedor da empreitada foi um projeto chamado Protocol. O item dispensa ícones, grandes efeitos ou qualquer elemento distrativo para se focar em uma tipografia simples, elegante e que, segundo a própria Mozilla, remete tanto à fonte Courier – bastante usada na programação – quanto a um feeling mais jornalístico, possivelmente porque o material lembra a escrita mais grossa das antigas máquinas de escrever.

A fonte que compõe a nova marca, aliás, foi desenvolvida pelo estúdio neerlandês Typotheque e tem o nome bem sugestivo: “Zilla” – indicando que ela foi criada especialmente para o projeto. Na teoria, é só baixar o arquivo, instalar no seu PC, digitar o nome da marca e pronto: você tem o novo logo da Mozilla em mãos. Como uma opção assim consegue desbancar o trabalho de outros internautas e assumir todo o peso da ONG? Aparentemente, com muita simplicidade e criatividade.

Ligando os pontos

Tudo indica que a grande sacada do Protocol tem a ver com a mistura do símbolo que representa os protocolos web e do nome da própria organização. A ideia principal foi trocar a porção “ill” de Mozilla pela icônica sequência “://”, formando a caracterização “moz://a”, que, teoricamente, coloca a entidade no coração da internet e vice-versa.

Inicialmente, o logo tinha uma espécie de contorno em volta das letras, o que ajudava a delinear ainda mais o trecho “internético” da palavra. Essa montagem, no entanto, não durou, já que os designers acharam melhor criar uma caixa preta em torno do logotipo, dando a impressão de que se trata de um texto digital que foi selecionado pelo usuário.

Aplicação em diferentes cores e conceitos

Esse minimalismo e o formato versátil teoricamente permitem que a arte seja usada em projetos de todos os tamanhos e que ela possa ser adequada a praticamente qualquer tipo de material gráfico – incluindo o ícone de favoritos do portal da marca. Para exemplificar, a Mozilla liberou imagens nas quais o material figura em comunicados internos, destaques de páginas internacionais e até em anúncios de festivais.

O novo logo casa com quase tudo

Por enquanto, a organização já está utilizando o novo visual em algumas das suas páginas ao mesmo tempo que trabalha para renovar completamente o visual da casa – inclusive nos escritórios da empresa. Mesmo com a correria, eles afirmam que estão abertos para críticas, elogios e opiniões a respeito da escolha. E aí, curtiu a decisão da Mozilla, achou tudo simples demais ou gostaria de ver a volta do dinossauro clássico da companhia? Deixe o seu comentário mais abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: