Parece que a Motorola não está mais com bala na agulha para manter sua fábrica de smartphones funcionando nos Estados Unidos. O veículo The Wall Street Journal reporta que a companhia está encerrando as atividades de sua fábrica em Fort Worth, no Texas, até o final deste ano.

A fábrica foi aberta recentemente, no ano passado. Agora, apenas quatro meses após a Google ter anunciado que estaria vendendo a Motorola para a Lenovo pela bilionária negociação de US$ 2,9 bilhões, a fábrica da gigante dos smartphones vai fechar. Mas essa é uma decisão que ocorreu independentemente da venda, de acordo com o presidente da Motorola, Rick Osterloh.

“Descobrimos que o mercado norte-americano é excepcionalmente difícil”

A reportagem do The Wall Street Journal apurou que existem mais de 700 funcionários atualmente empregados na fábrica a ser fechada. “Descobrimos que o mercado norte-americano é excepcionalmente difícil”, revelou o presidente em entrevista.

A visão da Motorola era que a fábrica daria a oportunidade de entregar dispositivos populares, tais como o Moto X e outros, nas mãos de consumidores americanos mais rápido do que nunca. Como as vendas do mencionado aparelho despencaram por lá, a empresa se viu obrigada a cortar o preço do smartphone e sofrer das margens negativas de lucro.

A companhia, no entanto, continuará a fabricar o Moto X aqui no Brasil, na China e em outros locais em que o aparelho tem boa performance de vendas. “Fabricar ou montar smartphones nos Estados Unidos sempre acabava em lágrimas para a Motorola. O país é bem posicionado para lidar com smartphones, assim como a Apple faz, mas fabricá-los é outra história”, explicou o analista de estratégia Neil Mawston.

Cupons de desconto TecMundo: