(Fonte da imagem: Divulgação/Motorola)

“A Google nos queria para ser bem-sucedida, mas ela nunca precisou de nós!” É assim que um executivo da Motorola descreve a curta relação que a Motorola teve com a Google durante os últimos anos — desde a aquisição até a venda para a Lenovo. Steve Horowitz (vice-presidente sênior de engenharia de software da Motorola) revelou isso durante a conferência que a empresa teve na MWC 2014.

Ele também deixou claro que o foco da Google nunca foi fazer com que os smartphones da Motorola tivessem alguma vantagem no mercado. “Nós queríamos ter algum relacionamento especial com a equipe do Android, mas aguardávamos na sala de espera como qualquer outra empresa. Éramos tratados como qualquer outra fabricante. A Google foi bem cuidadosa em não nos dar nenhum tratamento especial.”

Mark Randal (vice-presidente sênior de suprimentos e operações) revelou que tudo o que a Motorola conseguiu nos últimos anos foi por mérito próprio. Os aparelhos Moto X e Moto G foram construídos com base em feedbacks e estudos, não tendo nenhuma influência da própria Google — o que deixa bem claro a insatisfação dos executivos em relação à gigante da internet.

Quanto à Lenovo, os executivos que participaram da apresentação na MWC afirmam que a empresa deve investir apenas em hardware. Randal diz que a Motorola vai ter acesso aos suprimentos da Lenovo e também à expertise de hardware da empresa chinesa, mas deve ficar totalmente responsável pela parte de software dos aparelhos. Será que essa nova gestão vai ser melhor para a Motorola do que a anterior?

Cupons de desconto TecMundo: