(Fonte da imagem: Reprodução/9To5Google)

Como já noticiamos anteriormente aqui no Tecmundo, o projeto de smartphones modulares da Motorola em que o usuário pode montar seu próprio aparelho tem chamado bastante atenção. Pelo que parece, isso deve se transformar em realidade em breve, já que medidas para que as pessoas possam personalizar seus aparelhos, tanto externamente como internamente, foram anunciadas por Dennis Woodside, CEO da Motorola.

Pensando em atingir novos mercados, Woodside comentou em reportagem da Trusted Reviews as mudanças que estão ocorrendo na empresa e os futuros projetos da Motorola. Enquanto o projeto modular não se transforma em realidade, outras propostas são realizadas para ampliar o público da companhia. Uma dessas propostas é a criação de um dispositivo de US$ 50, direcionado ao mercado de países emergentes (como o Brasil).

É importante pontuar que mercados como o dos Estados Unidos não vão receber tal dispositivo nas prateleiras. Por exemplo, o Moto G possui o preço de US$ 179, que está dentro do padrão dos americanos, porém que pode parecer um tanto caro em determinados países.

Woodside também comentou os aspectos de personalização dos dispositivos de alto desempenho: “No nosso segmento de aparelhos premium, nós estamos focando no aspecto da customização. Hoje nós temos várias cores e diferentes materiais, porém você não tem o tamanho do visor e as funcionalidades para modificar”, disse o CEO. Não está muito claro o que ele realmente quis dizer com essas personalizações de aparelhos (seria o projeto de smartphone modular?), porém realmente parece que quesitos como memória RAM poderão ser escolhidos mais livremente pelos consumidores.  

Cupons de desconto TecMundo: