Monte você mesmo o seu smartphone (Fonte da imagem: Reprodução/The Official Motorola Blog)

O conceito da Phonebloks de criar um smartphone capaz de ser montado e desmontado pelo próprio consumidor surpreendeu – e agradou a muita gente. E parece que a Motorola estava antenada à reação do público quanto a esse tipo de novidade.

Isso porque a companhia acaba de lançar o seu próprio projeto do que podemos chamar de um “smartphone modular”. Chamado de Project Ara, o projeto traz uma plataforma aberta e de licença livre – tudo para que designers, inventores e entusiastas do mundo todo possam também colaborar com a ideia.

Nada de novo

Segundo a postagem no blog oficial da Motorola, o desenvolvimento de algo do tipo não é nenhuma novidade dentro da empresa. De acordo com a companhia, nos últimos seis meses um time conduziu o Sticky, um caminhão “embrulhado” em velcro e recheado com smartphones da Motorola e equipamentos de impressão 3D de última geração.

Essa equipe atravessou os Estados Unidos e, segundo o blog, diversos recursos e ideias de programas e dispositivos que eles nunca teriam imaginado começaram a aparecer. A postagem diz que “nessa viagem, vimos os primeiros sinais de um novo ecossistema de hardware aberto, possibilitado pelos avanços na fabricação e pelo maior acesso às poderosas capacidades computacionais dos smartphones modernos”. Tudo isso já rendeu algumas ideias – a base para o Project Ara.

Um verdadeiro esqueleto

Com todas as ideias que surgiram dessa viagem, a Motorola resolveu juntar a equipe de desenvolvimento do projeto a ninguém menos do que Dave Hakkens, o homem por trás daquele “primeiro” conceito de celular desmontável (confira o artigo).

Conceito de Dave Hakkens agradou à Motorola (Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

De acordo com a empresa, eles querem levar para o hardware toda a liberdade de software que o Android permitiu às pessoas. Ou seja, a ideia é que o aparelho seja separado em módulos e que, assim, você seja capaz de substituir partes dele de acordo com as suas preferências e necessidades.

Quer uma câmera melhor? Precisa de um gadget com uma excelente capacidade de bateria? Um processador tão poderoso não é uma necessidade para você? Todas essas questões poderiam ser resolvidas de forma simples, bastando que você troque essas partes por elementos que se adequem melhor aos seus desejos. Entre as sugestões feitas pela (e para a própria) Motorola estão módulos que separam o CPU, o display, bateria, sensores externos, entre outros.

Dessa forma, a estrutura do Project Ara consiste em uma parte principal, chamada de “endoskeleton” e que é, como você já deve ter percebido pela sua nomenclatura, a parte que funciona como um esqueleto, uma estrutura que trabalha segurando e mantendo os módulos todos juntos.

Módulos da Motorola (Fonte da imagem: Reprodução/The Official Motorola Blog)

Por fim, a Motorola exalta o fato de que se trata de um projeto totalmente aberto, ou seja, a companhia conta com a participação de toda a comunidade para o desenvolvimento desse novo conceito de smartphone.

Chamados de Ara Scouts, os voluntários podem se inscrever para participar do projeto aqui. Há um kit de desenvolvimento pronto para ser lançado no fim do ano e os cem participantes que forem mais ativos ganharão modelos do celular, quando este ficar pronto. E aí, o que achou?

Cupons de desconto TecMundo: